segunda-feira, 8 de setembro de 2014

FESTA DE DONA SETE NO ILÊ ÒYÁ BAGAN

No dia 06 de setembro de 2014, tivemos a festa de Dona Sete no Ilê Òyá Bagan de Mãe Baiana. como semrpe foi uma festa bastante frequentada. este ano tivemos a presença de nossos amigos que agora estão concorrendo a cargos eletivos e à reeleição. Estiveram presentes: Márcia, Rejane Pitanga, Erika Kokay e Geraldo Magela. Todos tiveram oportunidades de falarem rapidamente aos presentes, que nesta festa como tradicionalmente fazemos alguma apresentação cultural, pedimos para que os mesmos falassem aos presentes para que pudessem mostrar sua plataforma política para o povo de santo. Falei também sobre a necessidade de abrirmos as nossas portas para quem está conosco há mais tempo e não porque se aproximam as eleições, alertei também que aqueles que nos procuram na calada da noite ou às escondidas, jamais nos defenderão publicamente. Dona Sete estava muito feliz e por conseguinte Mãe Baiana tb e todos do ilê, pois o sacrifício foi grande mas o resultado edificante!

 Veja mais fotos aqui





     














quinta-feira, 17 de abril de 2014

Eles Não Usam Black Tie

Ontem também tivemos na Bienal do Livro de Brasilia, a apresentação do texto de Gianfrancesco Guarnieri "Eles Não Usam Black Tie", pelos atores do Grupo Semente Cia de Teatro, dirigido por Valdeci Moreira de Souza e Pai Ricardo César. Um lindo e emocionante momento de um grande texto teatral. Outro momento mágico foi poder acompanhar um papo prá lá de astral entre Humberto Pedrancini e Mãe BaianaAdna Santos), momentos de intensa beleza e astral.
Fotos ©Ògan Luiz Alves









Alunos que foram à Bienal do Livro em Brasília puderam conversar com Mães de Santo sobre nossa religiosidade e comunidade.

No dia 16/04/014, na Bienal do Livro em Brasília no stande da SEPIR-DF, tivemos mais uma RODA DE CONVERSA GRIÔ, onde Iyálóòrísás junto com Ejédjís conversaram com alunos da rede de ensino sobre nossa religiosidade, cultura e comunidade. Participaramda roda de conversas as mães: Mãe Akinyn, Mãe Ana de Òsun (Anaildes) , Ekédjí Mirian Araujo, a Bia - pelas jovens de terreiro e Bia pelas crianças de terreiro,
                                                                                   Fotos ©Ògan Luiz Alves
                           














sexta-feira, 21 de março de 2014

Assim que soube da possibilidade de uma de nossas imagens da Prainha ter sido depredada liguei para Mãe Baiana e Ojú Obá - SEPIR-DF e fomos para lá para averiguarmos o que tinha acontecido. Felizmente fora um alarme falso( um amigo entendera errado uma matéria que foi veiculada em uma rede de televisão). Mas o que encontramos nos deixou muito felizes pois a Prainha está muito limpa, lixo recolhido sem papeis no gramado, os pedestais sem restos de velas ou utensílios, tudo devidamente catado e limpo. Encontramos também junto ao lixo que está á espera de colheita uma capivara morta que fora arrastada até o monte de lixo para também ser recolhida. nenhuma anormalidade fora detectada. Aproveitamos para aqui fazermos um agradecimento a equipe do SLU que está responsável pela limpeza do local é muito bom vermos um espaço destinado á nossa religiosidade tratado com respeito! Ògan Luiz Alves - Coord. do FOAFRO-DF

                                                                   Fotos ©Ògan Luiz Alves











Free Blog Counter