quarta-feira, 22 de julho de 2015

PROGRAMAÇÃO: I ENCONTRO DISTRITAL E DO ENTORNO DO DF DOS HOMENS DE AXÉ

PROGRAMAÇÃO: * 13 h - Recepção e Boas vindas; * 13 h 30 min. - Louvores a vida e a natureza; * 14 h - Mesa de abertura - Ministério da Saúde - Coordenação Nacional Saúde dos Homens; SEPPIR DF; DAGEP; Coordenação Nacional da RENAFRO; Coordenação Nacional e Distrital do DF GT Homens de Axé;  * 14 h 30 min - Painel 1 -  Práticas de cuidados e a Promoção da Saúde dos Homens de Terreiros: o olhar da tradição religiosa afro-brasileira para as políticas públicas. * 15 h 30 min - Painel 2 - Homens de Axé rumo à 15 Conferência Nacional de Saúde - Michelly Ribeiro - Representante do Movimento Negro no Conselho Nacional de Saúde * 16 h 30 min. - Encaminhamentos e propostas para o III Encontro  Nacional Homens de  Axé. Baba Edilson de Omolu Coordenar Nacional do Homens de Axé RENAFRO SAÚDE Membro da Comissão CISPLGBT/CNS Membro Comitê Técnico Saúde LGBT Membro da ANEPS Nacional WhatsApp (88)999694.6120 E-mail: gomes.edilson@gmail.com Valdeci Velez Coordenador GT – Homens de Axé – DF Fone: (61) 9172-7820
Agora é oficial, Mãe Baiana (Adna Santos), tomou posse na Fundação Cultural Palmares, no cargo de Chefe de Divisão de Proteção do Patrimônio Afro Brasileiro. Nós ficamos bastante felizes pela indicação, pois sabemos do compromisso da mesma com a nossa tradicionalidade e comunidade. Muito Àsé na caminhada e que seja de grandes resultados para nossa comunidade.

segunda-feira, 20 de julho de 2015


Policia Federal

A cada dia apreciamos a Policia Federal inovando para fazer prevalecer a ordem.

Só temos a elogiar e aguardar que esta inovação também aconteça em relação ao CRIME DE RACISMO.

RACISMO INSTITUCIONAL

É o fracasso coletivo de uma organização em prover um serviço profissional e adequado às pessoas por causa de sua cor, cultura ou origem étnica.

Como se manifesta?
O racismo institucional pode ser visto ou detectado em processos, atitudes ou comportamentos que denotam discriminação resultante de preconceito inconsciente, ignorância, falta de atenção ou de estereótipos racistas que colocam minorias étnicas em desvantagem.

Qual a sua conseqüência?
O racismo institucional determina a inércia das instituições e organizações frente às evidências das desigualdades raciais.

(Extraído do Programa de Combate ao Racismo Institucional no Nordeste do Brasil - DFID/PNUD)

Clique na figura e conheça a íntegra da informação (Faceboock)

 link

recebido de 

Luiz Otávio de Brito afrodescendentesantos@gmail.com

A coisa que mais me alegra é ver jovens afro religiosos correndo atrás de seus objetivos e procurar transformar tais objetivos e um beneficio coletivo. Hoje ao chegar à Câmara dos Deputados para mais uma dia de bomburrar (como dizem os garimpeiros ao ato de garimparem em busca de ouro) vejo que Nailah Neves Veleci estava dando uma entrevista para a TV CÂMARA, enquanto deputada no projeto Politéia. O projeto visa preparar jovens universitários no contexto político e assim preparar a geração futura para ações políticas mais interagidas com os anseios da população. Nailah Neves Veleci, estava falando de seus projetos apresentados nesta edição do projeto, ela já participou de várias outras edições, agora enquanto deputada jovem universitária. Falei com ela e a mesma irá depois disponibilizar para nós seus projetos de leis apresentados. Nailah Neves Veleci é filha do casal que também são fundadores e membros atuantes do FOAFRO-DF, Luzarda Luzarda Veleci e Wilson Veleci. Sugiro que acompanhem a tragetória dessa guerreira que também faz parte da família FOAFRO-DF. A FAMÍLIA FOAFRO SE ORGULHA MUITO DE VOCÊ Nailah Neves Veleci E TEMOS CERTEZA QUE SEU FUTURO SERÁ DE GRANDE SUCESSO E NÓS AFRO RELIGIOSOS TEREMOS EM VOCÊ UM PILAR ONDE NOS APOIARMOS E FORTALECERMOS NOSSA LUTA! ÀSÉ

Valmir se reúne com políticos da Chapada e traça planos para o próximo período eleitoral

[Política] - 20.07.2015


Neste final de semana, o deputado federal Valmir Assunção cumpriu agenda na região da Chapada Diamantina, visitando os municípios de Ibicoara e Mucugê para traçar novas estratégias para o próximo período eleitoral e debater demandas para a região. Os encontros no interior foram neste domingo (19) e envolveram prefeitos, vereadores, além de secretários e lideranças políticas locais para fortalecer as bases eleitorais e ampliar as informações sobre as conjunturas nacional e estadual. “São encontros que seguimos realizando por toda a Bahia. Em Ibicoara, foram destacados pontos importantes para o desenvolvimento do município, como o sistema de água e esgotamento sanitário para o distrito de Cascavel, e a ampliação do sinal de telefonia móvel para esse distrito, que é polo de produção da região da Chapada”, informa Assunção.

O parlamentar petista também reafirmou que Ibicoara precisa do desempenho do prefeito Arnaldo Pires (PSL) por mais quatro anos na prefeitura para seguir com as mudanças. “A atuação do gestor tem auxiliado no crescimento do município e isso significa que devemos avançar ainda mais e garantir sua reeleição em 2016, é importante que tenhamos isso como meta na Chapada Diamantina”, completa. Já na agenda em Mucugê, Valmir conversou com os vereadores do PT, Iara, Edio, Nelinho e Rangel e com o presidente do PT do município, Junior. No encontro, eles debateram a conjuntura no município e a necessidade do fortalecimento do partido na cidade.

“O PT tem todas as condições de lançar candidatura própria em Mucugê, disputar e ganhar a prefeitura para alinhar ao projeto estadual e nacional de inclusão social”, defende Assunção. Participaram das agendas na Chapada Diamantina, o dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Márcio Matos, o assessor especial do governador Rui Costa, Ivan Alex, e o coordenador geral da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), Ariosvaldo José de Souza.

Ascom do deputado Valmir Assunção
Vitor Fernandes (DRT-2430)

segunda-feira, 13 de julho de 2015

ATENÇÃO FAMÍLIA FOAFRO E AMIGOS, RECEBI ESTE CONVITE DO GABINETE DA DEPUTADA BENEDITA DA SILVA E REPASSO À TODOS. LEMBRO AINDA DA IMPORTÂNCIA DE NOSSA PARTICIPAÇÃO PRESENCIAL NOS EVENTOS, MILITÂNCIA VIRTUAL É BOA, MAS SOMENTE A PRESENCIAL DEMONSTRA REALMENTE NOSSA FORÇA E UNIÃO! QUEM FOR FAVOR IR COM FIOS DE CONTAS OU ROUPAS SOCIAIS QUE NOS IDENTIFIQUEM ENQUANTO AFRO RELIGIOSOS.
Ògan Luiz Alves.
Luiz, boa noite. Em nome da Deputada Benedita da Silva, envio convite para lançamento da Frente Parlamentar Brasil-África com Participação Popular e de Enfrentamento ao Racismo.
Contamos com sua presença.
Cleo Santos
Assessora Parlamentar I Dep. Benedita da Silva
(61) 99644703 – 3215-5330
cleunice.santos@camara.leg.br
dep.beneditadasilva@camara.leg.br

quinta-feira, 28 de maio de 2015

CPI - VIOLÊNCIA CONTRA JOVENS NEGROS E POBRES - FOTOS: ©ÒGAN LUIZ ALVES

 Clique aqui para ver mais fotos


Hoje houve mais uma audiência pública na CPI - Violência Contra Jovens Negros e Pobres, da Câmara dos Deputados em Brasília. Posto aqui também alguns requerimentos que foram aprovados na mesma para que se tome conhecimento. Clique na primeira foto para ver mais fotos.




quinta-feira, 21 de maio de 2015

CPI - Violência contra Jovens Negros e Pobres

Aconteceu na Câmara dos Deputados uma audiência pública da CPI - Violência contra Jovens Negros e Pobres, o objetivo da CPI é fazer um levantamento das causas e consequências da violência ao jovem negro brasileiro.
CLIQUE NA FOTO PARA VER MAIS.
 CLIQUE NA FOTO PARA VER MAIS


terça-feira, 19 de maio de 2015

Indígenas e Quilombolas lotam plenário das comissões na Câmara em Brasilia contra a PEC215

Hoje dia 19 de maio, dezenas de índios e líderes do movimento social organizado lotaram o plenário 12 do Corredor das Comissões da Câmara dos Deputados em Brasilia, para discutirem os efeitos da PEC 215 na sociedade e comunidades indígenas e quilombolas em todo o Brasil. Diversos órgãos de luta pela manutenção dos direitos humanos estavam presentes e se colocaram contrários a discussão e possível votação da PEC 215 nesta casa de leis. Entre os pontos polêmicos desta PEC é a transferência da administração e titularização das terras indígenas e quilombolas passarem a ser de responsabilidade da Câmara dos Deputados e não mais pelo Poder Executivo. Há temores de que caso passe a responsabilidade para a Câmara dos Deputados a bancada ruralista e do agronegócio irão legislar em causa própria dificultando a demarcação das terras das reversas indígenas e também dos quilombolas.

                                          Fotos ©Ògan Luiz Alves














segunda-feira, 18 de maio de 2015

Após um ano fechada devido ao falecimento de seu fundador, o Ilê Odé Dana Dana, reabriu suas portas e funções, agora sob a direção de Pai Kleber de Logun Edé. Fomos convidados para participarmos deste importante momento, o Candomblé ficou sob a direção de Pai Ricardo César com o apoio de PaiIsneilton Porto, os atabaques ficaram sob a responsabilidade de Pai Nita e Pai Todynho, o salão ficou com Pai Alexandre de Ògun, eu (Ògan Luiz Alves) fui representando o FOAFRO. A emoção era visível nos rostos dos filhos e amigos da casa. Pai Kleber disse que reabrir a casa era muito emocionante pois estava dando continuidade ao Àsé que alí fora plantado. ©Ògan Luiz Alves
 Clique aqui e veja mais fotos







quinta-feira, 23 de abril de 2015

CPI da Juventude Negra

CPI da Juventude Negra, com o propósito de levantar as causas, rações e consequências da violência exercida contra a Juventude Negra no Brasil. Fotos: ©Ògan Luiz Alves
 Facebook
















terça-feira, 14 de abril de 2015

"O IGNORANTE SOFRE MENOS"

Uma vez ouvi uma fala de Carlinhos Brown que dizia: "O ignorante sofre menos", na época fiquei puto com ele pois pensava devido às diversas conjunturas do momento que ele estava mesmo que sem querer fazendo apologia ao não conhecimento. Hoje me vejo o quanto estava errado e ele com toda a razão, "O ignorante sofre menos' realmente, pois não se importa com as injustiças, mesmo quando ele é a vítima da mesma, não se dá conta da destruição coletiva à partir do domínio cultural e mental, não se preocupa com o que fizeram com seus antepassados, o que farão com seus descendentes e,tão pouco com ele, pois considera tudo normal ou parte de um processo natural. Não se aborrece com a intolerância, não se incomoda com o racismo, com as diferenças sociais ou com o abuso das autoridades que muitas vezes deveriam ser os primeiros a darem o exemplo. O ignorante rejeita a luta, mas não se incomoda de se beneficiar com os resultados das lutas alheias. Não lhe incomoda o choro dos inconformados e nem o sorriso dos opressores, que se divertem com o sofrimento da sofrida população da periferia. O ignorante é tão desgraçado que chega a rir da própria desgraça e ainda faz piada dela, para quem sabe divertir seus opressores. O ignorante se deleita com as migalhas que caem das mesas de seus senhores, tornaram-se escravos modernos e funcionais. O ignorante repete o discurso de seu opressor, clama por cadeias ao invés de escolas, por policia ao invés de professores, por ditadura ao invés de democracia, por golpe ao invés de voto. O ignorante não se dá conta que ele é a primeira peça a ser descartada assim que os objetivos dos opressores forem alcançados, pois só o aceitam nas ruas gritando contra seus direitos, levantando uma bandeira que não é sua, mas jamais o aceitarão em um banco de universidade com os filhos dos opressores, em um banco de avião ou mesmo lhes atendendo enquanto um doutor com um diploma na mão. O ignorante é um ser funcional, que acorda, vai trabalhar, almoça, vai trabalhar, vai pra casa e amanhã estará fazendo a mesma coisa nesta máquina de moer seres humanos chamada sociedade! Há os que pensam que apenas o governo pratica a corrupção. E há quem se vanglorie de não se meter em política, ©Ògan Luiz Alves

terça-feira, 24 de março de 2015

Hoje, 24 de março, ocorreu na Câmara dos Deputados em Brasília a instalação da FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DOS POVOS TRADICIONAIS DE MATRIZ AFRICANA, o evento contou com a presença da Sra Nilma Lino Gomes  Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República. diversos parlamentares que devido aos trabalhos da casa compareciam falavam de seu apoio à Frente e depois voltavam para os trabalhos nas Comissões, entre os parlamentares presentes tivemos a presença de: Maria do Rosário - Ex- Ministra dos Direitos Humanos da Residencia da Republica, Deputado Bebeto, BA, Deputado Subtenente Gonzaga, Deputado Orlando Silva, entre outros. A mesa foi presidida pela Deputada Erika Kokay, ressaltando a importancia da Frente para a comunidade tradicional bem como todo o movimento negro de todo o país. A mediação ficou por conta da Makota Regina Nogueira. Na ocasião entreguei para a Ministra da SEPIR- PR e para a Presidenta da Frente Parlamentar o pedido de ajuda de Táta Luangomina que sofrera segundo seus relatos atos de intolerância racial e religiosa no Forum de Santo Amaro - BA a manda da juiza daquela Comarca. Mãe Baiana também falou da importancia da sistematização e popularização de um contato direto da Frente para com a população.
Fotos: ©Ògan Luiz Alves


 Clique aqui

 clique aqui

 clique aqui

 clique aqui

 clique aqui