terça-feira, 11 de novembro de 2014

Estamos no "Mês da Consciência Negra" e não raramente ouço alguém dizendo que não aceita esta coisa de CONSCIÊNCIA NEGRA, mas sim que devemos ter uma CONSCIÊNCIA HUMANA. Vamos ver então essa tal Consciência Humana!? Sempre que nós negros arrumamos uma forma de que se discuta o preconceito e o racismo brasileiro encontramos de imediato os artifícios usados pelos racistas para fugirem à sua responsabilidade do que fizeram e fazem com os negros no Brasil. Na década de 70 quando o movimento negro começou a tomar uma força maior, sempre se falava que os negros agirem contra o racismo e o denunciarem era um ati de  "Racismo ao Contrário", muitos então preferiram não lutar para que não fossem confundidos com racistas. Na década de 80 aproveitando então o crescimento das Comunidades Eclesiais de Base e com ela o fortalecimento dos Movimentos Populares, o Movimento Negro começou a avançar em suas discussões e pedindo reparação, novamente surgiram as falas contrárias, dizendo que isso era coisa de revoltado ou então de pessoas que queriam desestabilizar o processo de redemocratização do país. Na década de 90 entramos com força no cenário nacional com manifestações contra as atitudes racistas no Brasil, exigindo mais participação no cenário político e cultural, mais uma vez vieram eles com suas falas  de desconstrução do processo de uma plena democratização racial no país, diziam que queríamos colocar o país como uma nação racista derrubando a tão querida democracia racial, que era um dos maiores orgulhos nacionais (segundo eles, pois nossos jovens como sempre continuavam a tombar vitimados pela violência). Agora estamos em um processo de reparação, com cotas nas universidades (nunca se viu tanto negro nos bancos das universidades como agora), lei de criminalização de atos racistas (apesar de as autoridades insistirem em qualificar o crime racial como injuria, livrando o acusado da cadeia). Tivemos a discussão do Estatuto da Igualdade Racial que foi um marco na politica nacional, apesar dos tucanos liderados por um Senador tão desqualificado que fora cassado e preso por envolvimento ilícito com quadrilhas, (mesmo os tucanos arrumando uma pesquisadora mequetrefe que em sua pesquisa alardeava que os negros do Brasil tem mais origem europeia  do que africana, como se os policiais pedissem exame de DNA a um negro antes de meter uma bala nele). O que é Consciência Humana!? Um de seus maiores defensores Morgan Freeman (o próprio sobre nome já diz Homem Livre) se esquece que para que ele estar onde está hoje muitos morreram em luta pela liberdade. Que ele não será parado em uma rua como um negro pobre do subúrbio de Nova York ou mesmo Rio ou São Paulo ou qualquer outra cidade serão! Que negros afamados parecem esquecerem suas origens e que muitos iguais a eles ainda continuam lá. Que o mundo não deixou de ser racista só porque eles conseguiram conquistar seus espaços e que com certeza muitos dos que com eles convivem em suas costas fazem suas piadas com negros (prefiro pensar que tais piadas sejam feitas pelas costas e não em sua frente, pois seria demasiadamente perniciosa a total perda de identidade). Que Consciência Humana é essa que é lembrada quando @s negr@s lutam por seus direitos, mas que é esquecida quando a maioria dos mortos vitimados pela violência são negr@s? Que não se mostra quando a mulher negra sofre enquanto a maior vítima da violência doméstica, do comercio sexual, do estupro, da falta de condições de saúde, da falta de programas de promoção social que as insere em uma comunidade mais justa e igualitária!? É muito fácil dizer que é por uma Consciência Humana, pois sabe que tal afirmação é nada mais do que repetir igual a um papagaio o que os racistas querem e ainda mais porque tal frase nada mais é do que um desestimulante à luta por conquistas e um avanço por uma sociedade mais justa! É fácil se dizer contra um Mês de Consciência Negra porque entende que para se ter consciência é preciso organizar uma sociedade, qualificá-la quanto à seus direitos, empoderar os negros para suas reivindicações e tudo isso é justamente o que uma sociedade racista, preconceituosa e excludente não quer. Então nada mais tático do que fazer com que alguns negros repitam o que os racistas querem, ou seja, falarem contra o "MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA" , falar contra a luta dos MOVIMENTOS NEGROS, falar contra a RELIGIOSIDADE AFRO BRASILEIRA, pois são os TERREIROS DE CANDOMBLÉ E UMBANDA os quilombos modernos onde está preservada a essência de nossa cultura e ancestralidade. Portanto antes de repetir o que os racistas querem que você repita, que é contra a organização de nosso povo, que não é à favor do MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA, pense que muitos morreram pelo seu direito até de ser contra tudo aquilo por que eles lutaram e deram sua vida, porém jamais poderá esquecer sua raiz, história e ancestralidade. ZUMBI VIVE! ©Ògan Luiz Alves





quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Dia Internacional da Psoríase

Dia Internacional da Psoríase

Hoje 29/11 é o Dia Internacional da Psoríase, no Brasil são mais de 5 milhões de pessoas infectadas por uma doença inflamatória crônica da pele que não tem cura. Esta mesma doença vem carregada de estigmas, o principal deles é o preconceito, onde quem é acometido por ela sofre muito com a recusa de muitos em conviver com eles.É preciso lembrar que tal doença é epidérmica e não é contagiosa, portanto caso você conheça alguém ou encontrar com alguém que porte tal problema não agrave seu sofrimento. Estas fotos foram feitas na cadeia de Contagem MG, mas podem afetar a todos independente de onde esteja, as pessoas de pele clara são as mais infectadas. Fotos Ògan Luiz Alves.
 Clique aqui


terça-feira, 28 de outubro de 2014


MANIFESTA CULTURA



PALÁCIO DO BURITI - BRASÍLIA - DF
TRABALHADORES E ARTISTAS DA ÁREA CULTURAL FAZEM MANIFESTAÇÃO PARA EXIGIREM OS PAGAMENTOS POR SERVIÇOS PRESTADOS NAS AÇÕES CULTURAIS DE BRASÍLIA. O ATRASO CONSTA DESDE ABRIL E SOMAM MAIS DE 42 MILHÕES, SEGUNDO INFORMAÇÕES VÁRIAS EMPRESAS FALIRAM E DEMITIRAM SEUS FUNCIONÁRIOS DEVIDO À FALTA DE PAGAMENTO. 






CLIQUE AQUI PARA VER MAIS FOTOS

segunda-feira, 20 de outubro de 2014




Ontem estivemos na saída na Casa de Mãe Darilene, Ile Àsé Bamio Intelé. Muito bom podermos participarmos de um toque onde o principal é o Oríxá e não @ dirigente da casa, vermos filhos da casa se emocionando com o nascimento de um novo barco, vermos todos felizes aplaudindo, com sorrisos nas faces, um momento único, vermos que os ógans estão ali para tocarem e louvarem os Òríxás e não para serem vistos. Muito bom, carinho, respeito, fraternidade, isso é o que senti na festa. Não vimos o toque ser interrompido para as famosas baixas e pitos nos filhos, ato desrespeitoso tão comum, infelizmente praticado por alguns dirigentes de casas. Parabéns à todos especialmente à dirigente do Ilê que com respeito recebia à todos e nos proporcionou um belo momento de louvação aos Oríxás! Em uma semana de notícias tristes podermos participar de um ato tão divino é simplesmente indescritível. Foram madrinhas e padrinho de Orunkó: MãeVilcilene, Mãe Baiana e Pai Ricardo de Odé. Pai Nino (Valdeci Velez) também esteve presente com a companhia de dois africanos que chegaram no mesmo dia da Nigéria.


https://www.faceboocom/media/set/?
 clique pra ver mais fotos




  
clique aqui para ver mais fotos











set=a.883465818344410.1073742076.100000430018066&type=1&l=2045533b4f

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

FESTA DE DONA SETE NO ILÊ ÒYÁ BAGAN

No dia 06 de setembro de 2014, tivemos a festa de Dona Sete no Ilê Òyá Bagan de Mãe Baiana. como semrpe foi uma festa bastante frequentada. este ano tivemos a presença de nossos amigos que agora estão concorrendo a cargos eletivos e à reeleição. Estiveram presentes: Márcia, Rejane Pitanga, Erika Kokay e Geraldo Magela. Todos tiveram oportunidades de falarem rapidamente aos presentes, que nesta festa como tradicionalmente fazemos alguma apresentação cultural, pedimos para que os mesmos falassem aos presentes para que pudessem mostrar sua plataforma política para o povo de santo. Falei também sobre a necessidade de abrirmos as nossas portas para quem está conosco há mais tempo e não porque se aproximam as eleições, alertei também que aqueles que nos procuram na calada da noite ou às escondidas, jamais nos defenderão publicamente. Dona Sete estava muito feliz e por conseguinte Mãe Baiana tb e todos do ilê, pois o sacrifício foi grande mas o resultado edificante!

 Veja mais fotos aqui





     














quinta-feira, 17 de abril de 2014

Eles Não Usam Black Tie

Ontem também tivemos na Bienal do Livro de Brasilia, a apresentação do texto de Gianfrancesco Guarnieri "Eles Não Usam Black Tie", pelos atores do Grupo Semente Cia de Teatro, dirigido por Valdeci Moreira de Souza e Pai Ricardo César. Um lindo e emocionante momento de um grande texto teatral. Outro momento mágico foi poder acompanhar um papo prá lá de astral entre Humberto Pedrancini e Mãe BaianaAdna Santos), momentos de intensa beleza e astral.
Fotos ©Ògan Luiz Alves









Alunos que foram à Bienal do Livro em Brasília puderam conversar com Mães de Santo sobre nossa religiosidade e comunidade.

No dia 16/04/014, na Bienal do Livro em Brasília no stande da SEPIR-DF, tivemos mais uma RODA DE CONVERSA GRIÔ, onde Iyálóòrísás junto com Ejédjís conversaram com alunos da rede de ensino sobre nossa religiosidade, cultura e comunidade. Participaramda roda de conversas as mães: Mãe Akinyn, Mãe Ana de Òsun (Anaildes) , Ekédjí Mirian Araujo, a Bia - pelas jovens de terreiro e Bia pelas crianças de terreiro,
                                                                                   Fotos ©Ògan Luiz Alves
                           














Free Blog Counter